Notícias

Even otimiza estrutura de capital

Companhia capta R$ 75 milhões em operação estruturada envolvendo emissão de CRIs e antecipa o pagamento da 1ª parcela da 3ª Emissão de Debêntures que venceria em outubro de 2011

São Paulo, 15 de Agosto de 2011 - A Even Construtora e Incorporadora S.A. - EVEN (BM&FBovespa: EVEN3), com atuação em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul e foco nos empreendimentos residenciais de até R$500 mil, anuncia que concluiu nesta data uma captação de R$ 75 milhões por meio de uma operação estruturada envolvendo a emissão de CRIs (certificados de recebíveis imobiliários), os quais foram distribuídos no mercado. Com essa operação, a companhia adiciona uma nova modalidade de financiamento à sua base de funding.

Os recursos obtidos por meio da operação envolvendo os CRIs serão utilizados para a construção e desenvolvimento de empreendimentos imobiliários residenciais. A dívida representada pelos CRIs corre juros a taxa DI + 1,5% ao ano. O valor principal será amortizado em uma única parcela em 15/08/2023 e a remuneração incidente sobre o valor principal será paga em 3 (três) parcelas, nas seguintes datas: 17/08/2015, 15/08/2019 e 15/08/2023. A operação poderá ser repactuada em 17/08/2015 e 15/08/2019, sujeito a concordância dos investidores. Além disso, a Companhia poderá a qualquer momento pré-pagar a dívida mediante aviso com 1 ano de antecedência.

Com a finalidade de otimizar, sua estrutura de capital e alongamento do perfil geral de sua dívida, a companhia utilizou-se de geração de caixa própria e antecipou nesta data o pagamento da primeira parcela da 3ª Emissão de Debêntures que venceriam em outubro de 2011 (principal e juros) no valor total de R$ 71,6 milhões. A próxima e última parcela dessas Debêntures vencerá somente em outubro de 2012.

Ressaltamos que houve um pequeno aumento no endividamento líquido de apenas R$ 3,4 milhões e não há nenhum vencimento de dívida corporativa no curto prazo.

Segue abaixo o novo cronograma de amortização de principal de dívida corporativa.

a

Para mais informações, clique aqui.